10 Motivos para o Lula ter o 3º mandato…

24 \24UTC abril \24UTC 2008

Os “Top 10” já viraram carna de vaca em muitos blogs por aí, copiando o melhor quadro do David Letterman. Mas como na política o assunto quente do momento é um possível 3º mandato do “nosso companheiro” Lula, resolvi fazer um Top-Top 10 (homenagem ao assessor especial Marco Aurélio Garcia) mostrando os principais motivos de o Lula e sua turminha do barulho precisarem de mais um mandato:

10º – Porque o Lula só sabem contar até 3…

– Para ter mais tempo de pagar as prestações do Aerolula…

– Conseguir fazer o povão montar uma cozinha completa, começando pela geladeira…

– Para completar uma Trilogia (gênero: Drama)…

– Para combinar com as três sílabas de MEN-SA-LÃO…

– Para dar tempo da Marisa Letícia fazer mais cirurgias plásticas…

– Porque após os 3 anos (ou mandatos), não precisa mais “mamar”…

– Porque como qualquer prostituta, depois que começa a fazer programas, acaba só fazendo isso e no fim tudo continua a mesma merda… (cof, PAC, cof…)

– “Cumpanhêiro, preciso de mais tempo! Ainda não consegui endireitá a Granja do Torto!” – Lula

– Porque os cartões de crédito corporativo de Lula e sua trupe expiram em 2010…

Quem aguentou 8 anos, mais 4 é fichinha… espero que caso tudo isso se concretize, os remédios “tarja preta” sejam liberados, porque só desse jeito pra aguentar!

Aguardem os próximos Top-Top 10! 🙂


É…

23 \23UTC abril \23UTC 2008

Crianças arrastadas por carros e jogadas pela janela de prédios, terremotos, prostitutas “escritoras” entre os livros mais vendidos, destruição da Amazônia, pessoas jogando lixo na rua… e um semi-analfabeto como presidente… o Brasil está perdido mesmo…


Luizináçu!! Corre aqui jegue!

17 \17UTC abril \17UTC 2008

A caravana do governo seguia pelo interior do Piauí.
Lá pelas tantas, no meio do poeirão, bate aquela sede, e o nosso “Ilustríssimo” presidente manda parar junto da primeira casa para beber um pouco de água..
Diante do pedido daqueles homens, a dona do casebre, hospitaleira, grita para o menino de uns 9 anos que estava sentado na porta:

– Luizináçu!! Corre aqui jegue ! Traiz a quartinha e as caneca prus dotô bebê água!
Lula, todo vaidoso, pergunta:
– Cumpanhêra… Eu vi que a senhora chamou o garoto de Luiz Inácio. Ele tem esse nome em homenagem a alguém ?
– Não, dotô, na verdade o nome dele é Fernando Henrique, mas… é que urtimamente esse minino danô a bebê, roubá, minti, si fingi de sonso e fazê tanta merda, que nóis apelidô ele assim…

* Piada recebida por e-mail…


Abracadabra!!

1 \01UTC abril \01UTC 2008

“Lula diz que economia brasileira vive momento ‘mágico'” – Folha Online ( 31/03/08 )

Com certeza, concordo plenamente que o Lula e sua trupe sejam responsáveis por esse “momento mágico”… Agora eu pergunto: como o mágico consegue realizar com sucesso os seus truques? Iludindo o público!

Não me espantaria caso carne de coelho faça parte das cestas básicas do Fome Zero e Bolsa Família… ou seria “Cartola Família”??

Agora a melhor parte desse show de mágica é nos cortar ao meio com a maior carga tributária do mundo, onde trabalhamos meses e meses para sustentar os vagais governantes desse “país”…

Se os maiores e melhores mágicos do mundo conseguem fazer desaparecer elefantes, aviões, carros e outros objetos muito maiores, quero ver o nosso “grande mágico Lula” conseguir fazer desaparecer um pequeno mosquitinho que que anda matando a rodo por aí… esse sim seria um gran finale!


E Papai Noel existe…

29 \29UTC março \29UTC 2008

“TREs querem proibir candidaturas de políticos com ficha penal suja” – Folha Online ( 28/03/08 )

Nem preciso prolongar esse post, porque só de ler o título da notícia já sabemos que nessas próximas eleições municipais não teremos candidatos se forem proibir mesmo essas candidaturas…

“…e aprovar somente registros de candidatos que tenham ficha penal limpa.”

Lendo esse trecho acima da notícia, adaptei um um slogan de uma marca famosa de sabão em pó especialmente para os políticos brasileiros (principalmente os do PT):

Políticos do Brasil – Porque se sujar, faz bem (pro próprio bolso).